Skip to content

O Abraço da Tereza

29 de novembro de 2012
Foi dentro da compreensão
Desse instante solitário
Que, tal sua construção,
Cresceu também o operário.
Cresceu em alto e profundo
Em largo e no coração
E como tudo que cresce
Ele não cresceu em vão
Pois além do que sabia
– Exercer a profissão –
O operário adquiriu
Uma nova dimensão:
A dimensão da poesia.
 – Operário em Construção (Vinicius de Moraes)

Eu ensinei a minha mãe a abraçar.

Explico: ela não era muito de demonstrações públicas de afeto. Jeito dela. Só que eu preciso ser abraçada. Quanto mais, melhor. Sou daquelas que gosta de ficar agarradinha, gosto de dar e receber carinho, gosto de paparicar e ser paparicada. É o meu jeito. Diametralmente oposto ao da minha mãe. Logo, eu precisava ser abraçada, minha mãe passou a morar em outro estado, tive que ensinar ela a me abraçar nas raras ocasiões em que nos encontrávamos.

Tinha a impressão (haha!) que abraçava suuuuper bem. Ledo engano. Aliás, devemos sempre nos policiar para não pensarmos que fazemos algo melhor do que os outros. Sempre tem alguém que faça de forma melhor.

Um dia, conheci a Tereza.

As minhas certezas caíram por terra e as minhas incertezas afloraram.

A primeira impressão que tive foi o abraço. É um abraço que se entrega ao mesmo tempo que recolhe. Um abraço que confia e solicita (sem exigir) a sua disposição em retribuir.

Um abraço de cura.

Será uma graça muito grande, um dia, poder retribuir tudo o que a Tereza fez por mim. Como ela fez com o coração aberto, como ela fez por entender (creio) que todos os presentes que recebemos devemos passar adiante, sei que ela não espera retribuição. Então, enquanto não tenho a oportunidade de retribuir, ainda que em parte, vou passando adiante tudo o que ela me passou. Vou dividindo os presentes que eu recebi.

E, quem sabe, com isso, mostrarei que o esforço dela não foi em vão.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: